Violência Obstétrica no Recicla Floripa e na Trindade!

16 ias

Semana passada estivemos juntamente com a Secretaria de Habitação e Saneamento de Florianópolis conversando com homens e mulheres sobre violência obstétrica.

Juliana Souza foi a nossa representante para abordar assuntos como parto respeitoso e violência obstétrica, juntamente com Marina Toledo e Cris da Ros (coordenadora do Grupo Gestar Floripa). Gerusa Santini foi a nossa representante na comunidade da Agronômica- Trindade juntamente com Marina, Cris e Gisele Corrêa (coordenadora da atividade violência obstétrica dentro dos 16 dias de ativismo: pelo fim da violência contra a mulher).

A experiência de troca de informações foi o mais marcante nessas duas atividades. O público participante é bem diferente do habitual em nosso ativismo. É um público riquíssimo em vivências referentes ao parto natural, parto em casa (embora muitas vezes desassistido), amamentação em livre demanda, até cama compartilhada (muitas vezes por viverem em casas com poucos cômodos).

Essa troca nos leva a uma reflexão mais profunda sobre as bandeiras que defendemos tanto no nosso dia a dia. Para muitas pessoas da população esses hábitos esquisitos de parir e amamentar é uma prática muito tranquila para outras tantas. Não estamos sozinhas. Valorizar essas experiências dessas pessoas é para nós muito importante!

Vamos ver o que nos aguarda essa semana?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.